Dependência química: O bebê que fumava 40 cigarros por dia - Clínica IBTA 
(19) 3844-8316 (19) 99678-1506

Dependência química: O bebê que fumava 40 cigarros por dia


Dependência química: O bebê que fumava 40 cigarros por dia

A dependência química tem como causa aspectos herdados e adquiridos, infelizmente as vezes incentivado pela própria família.

Em 2007, a história de um bebê de dois anos de idade que fumava ao menos 40 cigarros por dia chamou a atenção da mídia e chocou o mundo todo.

Alguns anos depois, quando o indonésio Ardi Rizal tinha cinco anos, ele parou de fumar. Porém, aconteceu outro problema: o garoto trocou seu vício em cigarro pela comida. O menino chegou a um grau de obesidade tão preocupante que sua família o submeteu a acompanhamento psicológico.

A boa notícia é que o site “Yahoo Brasil” publicou nesta semana fotos de Ardi que mostram que o garoto está se recuperando da obesidade. O site diz ainda que o garoto está vivendo uma rotina com idas à escola, refeições balanceadas e, principalmente, longe da nicotina.

A cirurgia de redução de estômago é um procedimento com vários riscos (como qualquer cirurgia) e que, por isso mesmo, só deve ser realizado em casos de real necessidade e após se esgotarem todas as alternativas. Por conta de todos esses fatores, é relativamente rara a realização de gastroplastias em menores de idade. Mais raro ainda é uma criança de apenas 10 anos passar por isso, mas foi o que ocoreu na Índia ano passado e se tornou público recentemente.

Ksithijj Jindger é a pessoa mais jovem do mundo a passar por uma cirurgia bariátrica. Ele sofria de obesidade desde muito novo (aos 3 anos, por exemplo, pesava mais de 50 kg). Os pais demoraram para perceber que havia algo errado com o menino, ele fumava cerca de 40 cigarros por dia, dos 2 anos de idade até os 5 anos.

Aos 10 anos, já com 127 kg, ele passou pela cirurgia, apesar dos protestos do médico da família, que afirmou que o procedimento seria extremamente perigoso e que eles deveriam primeiro tentar uma dieta radical com o garoto (os pais admitiram que nunca haviam se preocupado em dar uma alimentação balanceada ao filho). Contudo, eles preferiram partir logo para a cirurgia (o médico nunca mais atendeu ninguém da família como protesto).

Felizmente, tudo deu certo e o jovem indiano perdeu 57 kg em um ano. Atualmente, ele pesa 69 kg e garante que seu apetite reduziu bastante. Mesmo assim, é importante ter consciência de que esse é um caso muito específico e não deve ser usado como parâmetro. Mais importante: Se os pais tivessem se preocupado desde cedo em garantir uma alimentação equilibrada para o filho, nada disso precisaria acontecer.